NOTÍCIAS
<< Voltar 28/01/2020
Caged: o que os números do emprego dizem sobre o primeiro ano da economia sob Bolsonaro

O emprego é o último pilar da economia a se recuperar dos ciclos de recessão. Primeiro, as empresas se desfazem de eventuais estoques acumulados, esperam para confirmar se o aumento de demanda de fato se sustenta no médio prazo para, aí sim, reforçarem o quadro de pessoal.
Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta sexta-feira (24/01) pelo Ministério da Economia, mostram não apenas que este momento chegou.
Modalidades 'flexíveis' se consolidam no mercado formal
Dois tipos de contrato criados pela reforma trabalhista, em 2017, ganharam fôlego no ano passado.
O trabalho intermitente e o parcial responderam por cerca de 106 mil das 644 mil vagas com carteira criadas no período, cerca de 16,5% do total — percentual ligeiramente superior ao registrado em 2018, 15,6%.
O contrato parcial, com jornada reduzida, já existia, mas foi flexibilizado com a reforma.
O intermitente é aquele em que a empresa registra em carteira o funcionário, mas sem estabelecer salário ou jornada fixa. O trabalhador pode ser convocado por alguns dias ou mesmo horas no mês, a depender da demanda por parte do contratante.
Ele foi um dos pontos mais polêmicos da reforma e é frequentemente apontado por críticos como uma "formalização do bico". Os que o defendem afirmam que ele tem servido muitas vezes de porta de entrada para o contrato em tempo integral.
terceirização de limpeza estão entre aqueles que aderiram à modalidade do contrato intermitente
Desde que foi instituída, a modalidade é questionada em uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no Supremo Tribunal Federal. O argumento é de que ela violaria princípios constitucionais como o da dignidade humana e do valor social do trabalho.
O tema está na pauta do dia 14 de maio do Supremo.
Fonte: BBC
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Endereço:
Rua Ana Neri, 300 Sl 307
Jardim Caiçaras
Londrina - Paraná
CEP.: 86015-610
Contato:
43 3334-1885
43 3028-1887
43 9647-8822
contato@acomaclondrina.com.br
Desenvolvido por: Anderson Morais e Paulo Silveira